O SEXTO EXÉRCITO DEFENDERÁ A FORTALEZA STALINGRADO

Com esta frase Hitler rejeitou as propostas do Estado Maior Alemão e não autorizou o sexto exército a tentar romper o cerco em novembro de 1942.
300 mil homens cercados. Apenas cerca de 5 mil voltariam para casa. Hitler havia sido advertido pelos seus generais meses antes que a ofensiva contra Stalingrado deixaria os flancos do 6 exército expostos . Recuar seria admitir que errou.
Bolsonaro em março de 2020 tinha uma estratégia. Disseminar rapidamente o vírus, contaminar o máximo de brasileiros no mais curto espaço de tempo, deixar morrer os que tivessem que morrer, e formar imunidade de rebanho rapidamente para retomar a economia. Essa estratégia foi formulada pelo deputado Osmar Terra .
Tudo foi feito dentro dessa estratégia.
Estimulou aglomerações com seu exemplo, minimizou a pandemia chamando-a de gripezinha, desprezou o uso de máscara, propagandeou falsas curas com intuito de “tranquilizar” os incautos, condenou o isolamento social e as estratégias de redução de atividades, propagou a desconfiança nas vacinas e descredibilizou as estatísticas de mortes com fake news (todos se lembram da historia dos 5478 porteiros cujos cunhados morreram atropelados e no atestado de óbito constava Covid). Todos os alertas dos epidemiologistas foram ignorados.
Não funcionou. O experimento já custou mais de 250 mil vidas . Até o mais idiota dos Pazuelos que infestam este governo já percebeu isso. Mas Bolsonaro, assim como Hitler, não admite retiradas. Seria reconhecer a falibilidade do Furher.
Stalingrado é aqui. Mas quem está cercado e condenado a morrer em massa não é o exército nazista. É o povo brasileiro.